Idinando Borges
dezembro 30, 2018

Amarílio Andrade é o presidente da Câmara para 201 Do Folha de Barbacena

37390375_1836590906384653_4761928325243338752_n

Folha de Barbacena (FB) entrevistou o vereador, que tem mais de 40 anos de vida pública

A Câmara Municipal de Barbacena (CMB) elegeu no último dia 18, durante sessão extraordinária, a nova Mesa Diretora para o período legislativo de 2019. Como presidente, foi eleito o vereador Amarílio de Andrade (PSC), que vai comandar o legislativo municipal pela 14ª vez. Como vice, foi eleito o vereador Flávio Maluf Caldas (PV) e, como secretário, o vereador José Jorge Emídio (PDT). Para a tesouraria, foi eleito o vereador Milton Roman (PHS).    A Mesa eleita inicia seus trabalhos a partir de do próximo dia primeiro.

A Folha de Barbacena entrevistou o novo presidente, que esclareceu seus projetos e ações para 2019. Amarílio tem 42 anos de vida pública, sendo quatro anos como vice-prefeito, 28 dias como prefeito e quatro anos como diretor vice-presidente do Banco de Crédito Real. Em toda a história do banco, Amarílio foi um dos poucos que chegou à função de contínuo, passou por diversas funções e chegou à diretoria.

O vereador é um colecionador de vitórias, a maior delas a construção do Núcleo do Câncer, coordenado pelo médico Júlio César de Andrade. A unidade está pronta e equipada, aguardando a parceria com o Sistema único de Saúde (SUS) para funcionar. Confira a entrevista.

FB – Quantas vezes o senhor presidiu a Câmara Municipal?

Amarílio – Foram 14 vezes, sendo a primeira em 1977, quando fui eleito pela primeira vez pelo MDB, oposição ao Executivo da época. 42 anos depois, além dos vereadores da situação, obtive dois votos da oposição, totalizando 11 votos, o que eleva minha responsabilidade. Os demais vereadores se abstiveram do voto, valorizando nossa eleição.

FB – Quais são os projetos para o ano de 2019 à frente da Câmara Municipal?

Amarílio – Considerando o momento difícil em que o País atravessa o Estado e o Município, pretendo como os demais membros do Legislativo e as autoridades constituídas, fazer uma administração transparente. Abrir o Palácio da Revolução Liberal para a população para que ela seja ouvida e ajudar o Executivo na governabilidade. Vamos trabalhar com afinco junto com os demais vereadores no sentido da Câmara ter uma nova sede – uma demanda antiga e que vai representar economia para o cofre do município e melhor integração dos membros do Legislativo.

FB – Como a Câmara Municipal vai atuar em 2019: em apoio ao Prefeito ou em oposição ao Poder Executivo?

Amarílio – A mesa da Câmara vai trabalhar em apoio à Barbacena, quando discordar de qualquer matéria, enviado pelo Executivo ou secretários, o assunto será debatido e ajustado em benefício à população.

FB – Por quem é formada a Mesa Diretora do ano de 2019?

Amarílio – Como vice-presidente, o vereador Flávio Maluf, profissional da saúde e atuante dirigente da nossa Santa Casa de Misericórdia de Barbacena e dono de uma atuação forte em prol do social.  Como secretário, o vereador José Jorge Emídio, funcionário público, líder comunitário e no quarto mandato. Como tesoureiro, o vereador Milton Roman, também líder comunitário com uma passagem digna de registro como executivo da União Comunitária de Barbacena.

FB – Além dos vereadores que compõem a Mesa Diretora, com o apoio de quais outros membros da Câmara você já conta?

Amarílio – Conto com a maioria dos vereadores e vereadoras nas matérias relevantes e de interesse da população. Acredito que vamos contar com a totalidade da Câmara, pois temos visto nos colegas o desejo de servir a cidade.

FB – Quais outras informações não foram perguntadas e devem ser conhecidas pelos barbacenenses?

Amarílio – O que a população precisar saber e avaliar é a situação por que passa a cidade, aliás, todas as cidades, sem receber no decorrer do ano dos repasses constitucionais devido pelo Estado de Minas Gerais. São 70 milhões que a cidade deixou de receber, ocasionando cortes e dificuldades na administração. A situação tem exigido do Executivo e do Legislativo, muita criatividade e bom senso. No mais, agradeço a Deus, a confiança dos meus pares da Câmara Municipal, à imprensa, à população, em especial meus eleitores, que me mantêm na vida pública há mais de quatro décadas. Muito obrigado pela entrevista!