Idinando Borges
outubro 11, 2017

O ciúme, o mau humor e o pessimismo são contagiosos’, por Danuza Leão

A ex-colunista da Folha de S. Paulo e escritora Danuza Leão fala sobre os perigos de se conviver com pessoas que só pensam negativo

Por Danuza Leão

- na-sala-com-danuza-leão

A cólera e a dengue são doenças sérias, mas ninguém fala de outras talvez ainda mais perigosas e altamente contagiosas: o ciúme, o mau humor, o pessimismo permanente. Pense no profissional do baixo-astral, aquele que tem um talento especial para levar ao fundo do poço, suavemente, quem estiver por perto (e geralmente consegue). Esse é pessoa a evitar. Até porque, se alegria, alto-astral e felicidade podem contagiar, há quem diga que tudo pega, até perna quebrada.

Na sala com Danuza Leão

No início, você atravessa noites ouvindo histórias de amor (malsucedidas, claro), crueldades cometidas (sempre pela mãe, também é óbvio), abandono etc. E pinta um vago sentimento de onipotência. “Com meu amor vou conseguir salvá-lo”, você pensa. Não vai. Compreensão, paciência, carinho, provas de amor e de fidelidade podem até ajudar, mas nada vai ser suficiente.

Só que quem resiste a um homem charmoso e complicado? E, com a convivência, tudo vai piorar. Prepare-se para ser sócia-proprietária desse clube perigoso e nem tão exclusivo assim: dos que são sempre contra tudo e contra todos, inclusive contra eles mesmos. Eles são capazes de roubar o vizinho, matar a avó, incendiar a casa… porque o pai esqueceu de deixar a mesada. Mais divertido ver um péssimo programa de TV do que tomar um chope com um desses eternos mal-humorados.

Há alguns séculos estar na fossa estava na moda, dava status; e quem sorria era considerado alienado. Tome análise, paga com o suor do trabalho. Com a crise, essa fase passou.

Um dos grandes perigos dessa turma é que ela justifica qualquer coisa. Quem não tem caráter é porque o pai abandonou; se faz negócios escusos é por carência; e, quando trai a mulher ou tenta seduzir a cunhada, é porque é inseguro. Assim, vale tudo. Essas pessoas são aceitas carinhosamente como sendo problemáticas e, por isso, devem ser desculpadas de todo e qualquer ato contra a ética, a moral ou contra a lei.

Você até se encanta nos primeiros tempos. Afinal, não é todo dia que se encontra alguém que a ame tanto, mas tanto que se recuse a um fim de semana em Trancoso porque nos anos 2000 você esteve lá com um namorado. E, como quem ama está permanentemente antenado, se você cantarolar uma determinada música, ele sabe que isso deve ter alguma conotação com o passado. É tudo, sem dúvida, uma prova de amor. Em um mundo tão conturbado, até encanta. Ainda.

Sem perceber, você vai começar a pensar parecido, reagir parecido, sofrer parecido. Mas não se preocupe, não vai durar muito. Vai passar quando você for ao banco descontar um cheque e encontrar na fila um rapaz muito simpático, muito alegre, que faz você rir. Como é bom rir! E como é bom encontrar alguém que mostre o quanto a vida pode ser leve e boa (e quando ele é bonito e charmoso, melhor ainda). Pelo sim pelo não, procure saber de sua vida sentimental pregressa, sobretudo se ele for sedutor e solteiro, do grupo de animais em risco de extinção.

E comece uma nova vida, sem nenhum remorso. O ex vai sofrer, sim, e pensar que a vida é mesmo muito cruel. Tudo bem, siga sem culpa, porque é disso que ele gosta.

 

Idinando Borges
outubro 11, 2017

HOTEL SENAC FORMA MAIS UMA TURMA DO CURSO DE COZINHEIRO – Do JFB

Por Iuri Fontora
22414741_1411139635651320_670027131_nHotel SENAC forma mais uma turma do curso de cozinheiro A nova turma formou no último dia 09, 36 novos cozinheiros O curso profissionalizante de cozinheiro do Hotel SENAC Grogotó, formou no dia 09 deste mês, 36 novos cozinheiros. Foram duas turmas, a matinal com 20 alunos e a noturna com 16 alunos, respectivamente sob a supervisão dos chefes Roberto Cunha e Josiane. No dia 06/10, houve um jantar oferecido pelo próprios alunos no Hotel Senac Grogotó. O curso de cozinheiro voltou após dois anos, no dia 03 de abril deste ano, período em que as instalações passaram por reformas . O chefe Roberto Cunha relatou que o curso é uma experiência diferente aos alunos. “As aulas não são apenas demonstrativas, aqui eles fazem o prato e eu fico supervisionando. Eles pesquisam o que querem e fazem”, afirmou Roberto. Diversas são as histórias dos 36 alunos que se formaram, o que há de coincidência entre as histórias é a forma como os alunos enxergam o curso de cozinheiro como uma oportunidade de mercado profissional. Erika timponi Erika é formada em farmácia bioquímica industrial de alimentos, fez pós-graduação em vigilância sanitária e se especializou em segurança alimentar. Erika é uma das formandos do curso de cozinheiro, além de está fazendo MBA em gastronomia. A barbacenense disse sempre ter gostado dessa área e por ter uma empresa de consultoria, acrescenta em seu currículo. Luis Filipe Bertolluci Luis trabalha com franquias de telecomunicação e aproveitou a oportunidade do curso para aprimorar conhecimento e posteriormente abrir seu restaurante próprio. Em 2018, Luis que é formado em educação Física, pretende fazer pós-graduação em gastronomia. André Gonzaga André tem uma empresa de cerveja artesanal, pois viu que é mais vantajoso abrir sua própria empresa ao invés de trabalhar para terceiros. Com sua empresa de cerveja, André quis associar com a gastronomia, oferecendo um diferencial aos seus clientes. André, que é de Juiz de Fora, além de aluno, se tornou professor, com a turma de fabricação de cerveja que o SENAC abriu. Frederico Rossin Frederico é formado em jornalismo, no entanto resolveu abandonar a profissão por falta de valorização profissional. Como ele sempre gostou de cozinhar, resolveu se dedicar ao que gosta e entrou no curso de cozinheiro do SENAC. Frederico é de Cataguases.
Do Jornal Folha de Barbacena ( Iuri Fontana)
Idinando Borges
outubro 10, 2017

Festival do Rio | Me Chame Pelo Seu Nome – E que venha o Oscar…

Azul Ainda é a Cor Mais Quente

Em passagem pelo Rio de Janeiro para promover Me Chame Pelo Seu Nome, o cineasta italiano Luca Guadagnino, cuja filmografia guarda obras interligadas por uma sexualidade reprimida e latente, vide Um Sonho de Amor (2009) e o recente Um Mergulho no Passado (2015) – que estreou direto no mercado de vídeo no Brasil – conversou um pouco com este jornalista que vos fala. A entrevista em breve estará no ar.

O diretor, ao contrário do que a maioria pode pensar, refuta as afirmações acima, como me disse pessoalmente. Para ele seus filmes são sobre desejo idealizado e consumado. Tudo bem, quem somos nós, meros mortais, para pensar de forma diferente do realizador.

Seja como for, seu novo trabalho discute tais temas abertamente. Baseado no livro de Andre Aciman e com roteiro adaptado pelo cineasta veteraníssimo James Ivory (indicado para três Oscar de direção: Uma Janela para o Amor, Retorno a Howards End e Vestígios do Dia), a trama é essencialmente “o despertar para a sexualidade” de um rapaz de 17 anos.

O filme, que em determinado momento seria codirigido por Ivory e teria Shia LaBeouf no elenco, apresenta o jovem Elio (Timothée Chalamet), um rapaz no auge de sua puberdade, passando uma temporada ao lado dos pais em Crema, na Itália. O pai, vivido por Michael Stuhlbarg (A Forma da Água), professor de história intelectual, convida para passar alguns dias hospedado em sua grande casa um antigo aluno bon vivant, papel de Armie Hammer.

Oliver (Hammer), assim como Dickie Greenleaf (Jude Law em O Talentoso Ripley), cativa todos ao redor com seu charme e capacidade de debater os mais variados tópicos relacionados à cultura. Entre as vítimas de seu arremate, a mais perdidamente seduzida é justamente o pequeno Elio. O rapaz descobre, ao mesmo tempo em que aflora sua libido (e ele experimenta com Marzia, papel de Esther Garrel, irmã de Louis Garrel, por exemplo), sua propensão pelo desejo do mesmo sexo.

Assim como o francês Azul é a Cor Mais Quente (2013), elogiado e premiado, Me Chame Pelo Seu Nome cria uma bela história de primeiro amor, mesclando momentos sensíveis, outros emocionalmente devastadores, com cenas tórridas e intensas, que prometem afastar o público mais conservador. O filme de Guadagnino, no entanto, não chega a atingir o nível explícito do drama lésbico. Mesmo assim guarda cenas que prometem ganhar tanta fama, ou infâmia, como a de Marlon Brando e a manteiga em O Último Tango em Paris (1972) – aqui temos Chalamet e um pêssego.

Desde sua primeira exibição, Me Chame Pelo Seu Nome vem despertando falatório de prêmios, e pode muito bem arrecadar alguns. Chalamet entrega a performance de uma carreira: corajosa, desenfreada e carismática. É o famoso “se jogar”. O domínio é seu pela maior parte da projeção. Já Armie Hammer dá forma ao objeto de afeto, e o faz com grande competência. Este é o provavelmente seu melhor trabalho nas telas.  O maior pecado do longa é o excesso de duração, com momentos que poderiam ser mais enxutos e seguir dando o mesmo recado.

Mais do que apenas um drama gay, Me Chame Pelo Seu Nome demonstra que Luca Guadagnino surge como forte canalizador das conturbadas relações humanas, capaz de extrair como poucos os sentimentos muitas vezes inomináveis de suas cenas. Justamente por isso será tão interessante vê-lo jogar em outro gênero pela primeira vez – o remake de Suspiria (1977), de Dario Argento, é seu próximo lançamento, com estreia marcada para ano que vem.

Idinando Borges
outubro 7, 2017

Núcleo do Câncer elege conselho e diretoria – FB

Livro Escolas 074

A nova diretoria: Diácono Carlindo Barreto ( Vice-presidente )Rafael Carvalho Augusto de Andrade, ( presidente) e, tesoureiro o Dr. Ernesto Roman ( tesoureiro)

O Núcleo Regional de Barbacena de Voluntários de Prevenção e Combate ao Câncer do Hospital “Mário Penna”, realizou no último dia 28, sua assembleia geral ordinária em seu novo endereço, à rua Honório Ferreira Armond, nº 02, bairro Mons. Mário Quintão. Na oportunidade compareceram dezenas de conselheiros que, de acordo com o que estava previsto no Edital, elegeram uma nova diretoria executiva tendo na presidência Rafael Carvalho Augusto de Andrade, vice-presidente o Diácono Carlindo Diogo Barreto, tesoureiro o Dr. Ernesto Roman e secretário o delegado geral Dr. Carlos Capristrano. Foram também eleitos novos conselheiros e reconduzidos os demais que são em sua grande maioria os fundadores do Núcleo, tendo como  presidente do Conselho Consultivo o desembargador Reynaldo Ximenes Carneiro, que também foi reconduzido por mais dois anos.

O Dr. Júlio agradeceu a todos, em especial ao Dr. Aldo Peixoto de Melo, ao Dr. Renato César Vaz de Melo e ao secretário Dr. Capristrano, além de conselheiros e visitantes, e informou que a mudança na diretoria executiva se deve pelo fato de todos os médicos serem servidores efetivos do Munícipio e também pela proximidade do início dos  atendimentos aos pacientes, já que o I Módulo do Centro de Atendimento aos Portadores de Câncer está concluído e sendo o desejo de seu pai e idealizador da obra, o vereador Amarilio. “Que priorize o atendimento aos mais carentes por intermédio do Sistema Único de Saúde (SUS) e para evitar possíveis e futuros conflitos de interesses, tendo em vista que vai envolver recursos públicos, fato este que levou o afastamento dos médicos”, afirmou Dr. Júlio.

??????????

O Presidente, Rafael Andrade, a promotora Dilma Jane Carneiro Santos – Conselheira e o vereador e idealizador da entidade, Amarílio de Andrade.

O padre Eudes que é conselheiro fundador do Núcleo, visitou toda a edificação e, juntamente com o Diácono Carlindo, abençoou as instalações e a imagem de Santa Terezinha, doada pelo senhor Paulo César Silva, uma vez que o I Módulo foi denominado de Centro de Atendimento aos Portadores de Câncer Santa Terezinha, em homenagem à santa e a dona Terezinha, esposa do saudoso professor Clodoaldo Dantas Mota  e mãe do Dr. Claudio Luciano Valença Mota, doadores do terreno, onde a obra foi erguida. O clérigo, em sua benção, relembrou a vida do idealizador desta obra dizendo: “Queria dizer que essa obra não começou aqui agora, ela começou lá no Santo Antônio quando Dr. Amarílio sofreu aquele acidente aos 8 anos de idade. Parabenizá-lo seria pouco, você é um exemplo de perseverança, o grande poeta alemão chamado Goethe disse  ‘gênio é a perseverança’ e Amarílio que tem obras em toda Barbacena, principalmente no Santo Antônio, é um exemplo disso. Sei que você é uma pessoa idealista e através da vida vem vivendo aquilo que podemos chamar de luta, principalmente com seu interesse em ajudar os mais pobres. Viver é uma arte e você esta desenvolvendo muito bem essa arte, não somente para você, mas para os mais humildes“, afirmou padre Eudes.

??????????

Padre Eudes de Carvalho, o vereador Amarílio Andrade e o médico Júlio César Andrade.

 

Marcio Cleber
outubro 7, 2017

Empresa Barraca celebra 50 anos de fundação

A Empresa Barraca é uma instituição de transporte público presente na história da cidade de Barbacena e diversos outros municípios da região.  E também integra a história de muitas famílias. Sua trajetória é escrita de maneira muito concreta, concisa, regada de eficiência e qualidade em cada ação que executa. Desde sua fundação procura levar à população um serviço de total qualidade e acompanhado de conforto e segurança para quem usufrui de seus ônibus. Tudo isso, somado à total dedicação dos proprietários, vale destacar aqui aquele que ajudou a criar e promover todo o crescimento da empresa, Jair da Fonseca Pinto, popularmente conhecido como Jair Barraca.

O resultado de tanta luta, de tanto trabalho não só da Família Proprietária da Empresa Barraca, mas de diversos colaboradores, levou a Empresa a ser um grande destaque e muito respeitada diante da sociedade pela qualidade de tudo que executa. Neste ano de 2017, a Empresa tem um motivo muito especial em sua história, pois comemorou seus 50 anos. Esta data tão importante foi festejada no dia 30 de setembro com uma grande festa realizada na garagem da Empresa, na Avenida Governador Bias Fortes, em Barbacena. Uma comemoração realizada, exclusivamente, como sempre acontece, com seus colaboradores/funcionários e todos seus familiares, porque sempre se pautou e caminhou como uma empresa família, em que todos, juntos, lutam por um mesmo objetivo, o crescimento da empresa e a felicidade de todos.

Na Festa dos 50 anos não poderia faltar a parte religiosa. Por isso, a comemoração iniciou com a celebração de uma missa presidida por padre Alvim Valério, da Paróquia de São Sebastião, do Distrito de Correia de Almeida; e como colaborador diácono Joel de Carvalho. Presente na missa toda a família Barraca – pai, filhos e netos. Uma missa que foi animada pelo Grupo de Música São Gonçalo. Na procissão de entrada, além do celebrante, também participou a Velha Guarda da Empresa que são funcionários que já se aposentaram e outros que ainda permanecem na ativa e têm longa e grande contribuição na trajetória da Empresa. Outro momento de presença de funcionários foi na leitura da Oração da Assembleia. Na Procissão do Ofertório, o casal Janaína da Fonseca Pinto Araújo, diretora da Empresa, e o esposo Marcelo Cristian da Silva Araújo. Após a missa, foi servido um saboroso buffet quando toda a Família Barraca se confraternizou em um verdadeiro momento de descontração e marcante nestes seus 50 anos de história.

Fotos: Márcio Cleber

Empresa barraca 1Empresa Barraca 6Empresa Barraca 4

Festa do Jubileu de Ouro reuniu funcionários e seus familiares em um grande momento de confraternização da Empresa Barraca

Capa 2

Jair Júnior, Janaina / Jair, Geyza, Vinícius, Marcelo, Janaína Valéria, Rita / Jair Neto, Rafael e Maria Júlia

Os parabéns

O parabéns pelos 50 anos foi cantado antes do término da missa ao redor de uma mesa que tinha dois bolos, que por si só relatavam a trajetória da Empresa Barraca: um bolo no formato de um caminhão Chevrolet, pois foi com este tipo de veículo que tudo começou; e um bolo em formato de um ônibus, que registra a segunda etapa de todo a história, que é a Empresa de transporte público. O cantar dos parabéns foi de muita emoção para a família, pois em poucos minutos relembraram a caminhada até o Jubileu de Ouro. Não deixaram de agradecer todos os seus colaboradores, pois sem eles o sucesso da Empresa Barraca não teria sido alcançado.

Recreação para as crianças

A programação da Festa teve também atividades específicas para os filhos dos funcionários: pintura facial e pula-pula; além de distribuição de muita pipoca e algodão doce, e o que se percebeu foram as crianças se divertindo muito e os pais felizes por verem o carinho da Empresa Barraca com seus filhos.

Empresa Barraca 11

75 prêmios foram sorteados entre os funcionários

A Empresa Barraca sorteou entre seus funcionários/colaboradores, durante as comemorações do Jubileu de Ouro, setenta e cinco prêmios. Todos receberam previamente o cupom para poderem participar do sorteio que animou ainda mais a Festa. Um momento muito esperado por todos. Foram distribuídos em prêmios três TVs 28`polegadas, três lavadoras de roupa, uma geladeira, um fogão de 4 bocas, três micro-ondas, dois liquidificadores, dois conjuntos de panelas e sessenta cestas básicas.

Empresa Barraca 15

A trajetória relatada por seu fundador

Tínhamos uma frota de 13 caminhões, que era o sustento de nossa família. Algo conquistado com muita luta e sacrifício por mim, meu irmão Valter da Fonseca Pinto (Didi) e meu pai Magnus Ferreira da Silva Pinto. Então resolvemos vender tudo e mudar de negócios e compramos a primeira linha de ônibus que fazia Alto Rio Doce a Barbacena. Depois, no final do ano de 1969, adquirimos a linha de Barbacena para Alto Rio Doce, que pertencia ao Zé Bodeco, o antigo José Tomaz.

Jair da Fonseca Pinto

Empresa Barraca 18

Já no dia 25 de dezembro de 1970, compramos a linha que fazia Cipotânea a Ubá, onde também trabalhei como motorista. E os tempos foram passando e fomos adquirindo as linhas ao redor de Barbacena, como para Bias Fortes, para Piedade do Rio Grande, para Andrelândia, para Antônio Carlos e para Alfredo Vasconcelos.

Compramos ainda a linha de Dores do Turvo a Ubá; Guidoval a Ubá. Conquistamos a linha de Presidente Bernardes a Ubá. Ampliamos nossa atuação com as linhas que fazia Rio Pomba a Barbacena; Santa Bárbara do Tugúrio a Barbacena; Vitorinos a Barbacena e Senhora dos Remédios a Barbacena. Eu e o Didi compramos tudo. Em julho de 1994, eu e meu irmão deixamos de ser sócios e cada um passou a administrar sua parte da Empresa.

Então continuei na luta e no dia 5 de agosto comprei a Viação Santa Efigênia. Não sei como arrumei o dinheiro, mas peguei os carros da Dona Maria, do Jair Junior, do Magnus Neto, caminhão que eu tinha e dei de entrada na linha. Paguei não sei como. No dia 20 de dezembro adquiri a Cidade das Rosas. E até hoje continuo no universo do transporte coletivo.

Nome da empresa: Transporte Harmonia Barraca foi a primeira firma que tivemos. Meu pai que deu este nome e disse que tudo tinha que ter harmonia, porque se não houvesse harmonia não se conseguia desenvolvimento. Depois passou a se chamar simplesmente Empresa Barraca. A palavra ‘Barraca’ foi inserida ao nome porque meu avó contava que meu bisavô receitava como remédio uma planta existente na natureza. Quando as pessoas o procuravam, dizendo que estava com algum problema de saúde, meu bisavô mandava tomar o chá da folha da ‘Barraca’. Tudo para ele era da folha da Barraca.

Conforme o Pedro Maroca que estava aqui, gostava de por apelido nos outros; e meu avô não gostava que chamasse ele de folha da Barraca, o apelido pegou. E isso passou para meu avó, para o meu pai, para mim, passei para meus filhos e agora vai para meus netos. Barraca é sinal de cura, porque a folha da Barraca era indicada por meu bisavô para curar todo mundo de qualquer dor. E, assim, a Empresa Barraca continua escrevendo sua história em Barbacena e cidades da região, procurando sempre oferecer um serviço de total qualidade.

A mensagem que deixo aos nossos colaboradores é de agradecimento, pois sem a participação, dedicação e muito trabalho deles não teríamos superado todas as dificuldades e chegado aos 50 anos de história. Aqui na Empresa somos uma comunidade, uma verdadeira família em que prevalece o companheirismo, a dedicação e o amor pela Empresa. Temos que ser um pelo outro e sempre caminhando juntos. A emoção é completa porque chegamos onde chegamos com muita força, dedicação, trabalho, saúde e segurança.

Jair da Fonseca Pinto Júnior – Atual administrador da empresa

Empresa Barraca 17

Para nós da Empresa Barraca é um orgulho muito grande celebrar este momento. Acompanhei a luta de meu pai para promover o crescimento da Empresa. Sei que para ele é um orgulho ter uma Empresa dentro da cidade, gerando empregos, trazendo coisas boas para o desenvolvimento do município. Nossa família é criada dentro da empresa de ônibus. Assumimos a diretoria da empresa e estamos dando continuidade ao trabalho do papai, lembrando que ele está sempre supervisionando, tomando conta. Importante ressaltar que hoje somos uma grande família, pois a Empresa contou com a ajuda de muitas pessoas que foram fundamentais para o seu crescimento, que fizeram a diferença dentro da Empresa. Para nós, é muito importante esta dedicação de todos. Tem pessoas que praticamente me criou aqui dentro da Empresa. Procuramos estar sempre inovando, prestando um bom serviço aos usuários e trazendo o que há de melhor para a nossa região, para a nossa cidade.

A Empresa Barraca aos 50 anos

A Empresa Barraca chega ao seu meio século de existência gerando 350 empregos. Possui uma frota super moderna de ônibus composta de 126 veículos, que é revisada periodicamente de acordo com as especificações dos fabricantes. Os ônibus e funcionários estão preparados para atender as exigências de empresas e particulares, no transporte profissional de pessoas, excursões e linhas regulares. Atua em todo o território nacional com as seguintes atividades: transporte profissional de pessoas (fretamento contínuo), fretamento de viagens especiais (excursões) e transporte intermunicipal com horários regulares para as seguintes cidades: Barbacena – Alfredo Vasconcelos, Andrelândia, Bias Fortes, Paraíso Garcia, Ibertioga, Piedade do Rio Grande, Senhora dos Remédios, Santana do Garambéu, Santa Rita de Ibitipoca, Vitorinos e Senhora dos Remédios

 

 

Idinando Borges
outubro 5, 2017

Integrantes da PM homenageados

IMG_3695

Sgt Mendonça, vereador Jorge Emídio e o capitão Glauber

 

Na manhã de hoje, 5 de outubro, militares da Polícia Militar de Barbacena receberam uma moção da Câmara Municipal. O vereador José Jorge Emídio, autor das propostas, homenageou o Cap Glauber pelo trabalho que vem sendo realizado na 60ª Cia há quase três anos e o 2º Sgt Mendonça pela vitória no Campeonato Mineiro de Fisiculturismo.

 Cap Glauber destacou que a moção foi entregue a ele, mas é de todos os militares da Companhia que o ajudam no dia a dia a conseguir bons resultados. Além disso, ele se disse grato em ver a PMMG reconhecida pelos representantes do povo de Barbacena . “É gratificante e mostra que estamos trabalhando da maneira correta,” concluiu.

Já o Sgt Mendonça explicou que a homenagem fecha todo um trabalho que vem sendo feito no último ano e serve de motivação para outros militares que possuem algum sonho. “Sou pai de família, policial militar, estudante e agora, atleta. Não é fácil, mas é compensador,” finalizou.

Fonte: Assessoria da PM

 

Idinando Borges
outubro 3, 2017

Arcebispo de Mariana faz visita histórica ao Hospital Ibiapaba CEBAMS

22046845_859603990880313_607384508874653419_n

Ao lado do fundador, dr. Adahilton de Campos Belo, o executivo e médico Luiz Eduardo Grisolia e o Dom Geraldo Lyrio

O Arcebispo de Mariana, Dom Geraldo Lyrio Rocha, visitou na última sexta-feira (29/09) o Hospital Ibiapaba CEBAMS. A visita marca a repetição de uma cena ocorrida na inauguração do Hospital, quando o então arcebispo, Dom Oscar de Oliveira, abençoou o Hospital há 50 anos atrás.

Dom Geraldo foi recebido pela direção do Hospital, coordenadores, colaboradores e representantes eclesiásticos. Após a recepção, ele seguiu em direção às obras do Centro Oncológico do Hospital Ibiapaba CEBAMS, onde conheceu o projeto e abençoou o local. De lá, Dom Geraldo e o Padre Vanderli Reis, da Paróquia de Nossa Senhora da Assunção, tiveram as pressões aferidas pelo Dr. Adahilton Bello, um dos fundadores da instituição. A aferição fez parte da campanha do Dia Mundial do Coração, comemorado na sexta-feira (29/09), e realizada com acompanhantes e visitantes durante todo o dia.

Após a aferição, Dom Geraldo realizou uma celebração que contou com a presença de centenas de pessoas. A celebração repetiu uma imagem impressionante da inauguração do Hospital, quando as galerias da instituição ficaram lotadas para uma missa presidida pelo Monsenhor Mário Quintão. Pacientes, colaboradores, acompanhantes e corpo clínico acompanharam a celebração da mesma forma que há 50 anos atrás. Ainda na celebração, Dom Geraldo – acompanhado pelo Dr. Bello, Dr. Luiz Eduardo Grisolia (diretor-geral do Hospital) e Padre Vanderli – descerrou uma placa próxima ao Centro Cirúrgico, que homenageia sua visita e relembra a visita de Dom Oscar em 1967.

“Está fazendo um ano que saí do Hospital, onde eu tive uma infecção generalizada. Depois de 20 dias na UTI e 30 dias no hospital, experimentei estar nos braços misericodiosos do Pai que me ama. Fiquei em paz, consciente o tempo todo e da gravidade do caso. Então, que todos nós possamos, conscientemente, nos colocar nos braços do Pai que ama a todos”, disse Dom Geraldo.

O Diretor-Geral do Hospital Ibiapaba CEBAMS, Dr. Luiz Eduardo Grisolia, relembrou a passagem de Dom Oscar de Oliveira na instituição e ressaltou a importância da fé para as pessoas:

“Há exatos 50 anos, Dom Oscar de Oliveira, Arcebispo de Mariana, neste mesmo local proferiu uma benção dando por entregue ao povo de Barbacena e região esta casa de saúde e amparo a quem busca o restabelecimento de sua saúde física. A priori, esta é a nossa missão, porém sabemos que os seres humanos são muito mais do que a parte física e material que lhes dá substância, temos a parte espiritual que, para nós católicos, e todos que professam uma crença, transcende a temporalidade da matéria. É preciso ter fé. É preciso ter esperança. É preciso relembrar que a vida é dom de deus e a ele cabe cuidar do momento de seu início terreno até seu fim, fim este que nada mais é do que o princípio de uma nova etapa na existência”, pontuou.

Após a celebração, Dom Geraldo visitou o setor de Oncologia, abençoando pacientes, acompanhantes, a estrutura e membros da APPC. Em seguida, Dom Geraldo visitou uma paciente que tem um longo histórico de trabalho dentro da Igreja Católica em Barbacena. Antes de encerrar a visita, Dom Geraldo visitou a Capela do Hospital e descerrou o marco do cinquentenário, localizado na entrada do Hospital

Fonte: Assessoria de Comunicação do Ibiapaba